WhatsApp

ELETROFITAS

ELETROFITAS

A solução perfeita para instalações elétricas sem quebrar paredes.

Categoria:

Descrição

MAS O QUE SÃO ELETROFITAS?

Eletrofitas são condutores elétricos de alta tecnologia em forma de fita auto-adesiva.

Agora as instalações elétricas ficaram muito mais prático! Além disso são uma excelente solução ecológica pois não produz entulho.
E não é só para elétrica não! Você pode fazer extensões para linhas telefônicas também.

NO QUE POSSO USAR?

Podem ser aplicadas a paredes, divisórias, drywall, lajes, tetos e pisos de maneira rápida e prática, sem deixar relevos nas superfícies. Amostras foram submetidas a ensaios técnicos no IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) em São Paulo e estão em conformidade com as normas de baixa tensão (até 750 Volts).

E O CUSTO?

Por Eliminar etapas como a quebra de paredes, passar guia por condutes elétricos, reboco e acabamento fino. O custo-benefício se justifica pois além de diminuir o tempo de execução, também reduz custos com mão de obra e material de construção. Feita a instalação elétrica da Eletrofita, passa-se diretor para etapa de emasse e pintura localizada da mesma.

COMO INSTALAR?

ATENÇÃO

Instalações elétricas devem obedecer as normas da ABNT. Evite a perda de materiais, siga corretamente as instruções! Em caso de dúvidas, consulte um profissional capacitado.

Papel de parede ou faixa decorativa podem também ser aplicados sobre Eletrofitas, porém é recomendado usar massa corrida antes.
ADESIVO EXTRA FORTE! Não tentar destacar a Eletrofita após sua aplicação pois não poderá ser reutilizada.

  1. Medir a distância entre a fonte e o destino da ligação elétrica a ser instalada.
  2. Riscar com um lápis ou giz, a trajetória da ligação e adquirir a metragem necessária para a ligação, com 10 cm a mais em cada ponta para as conexões. Observar também a capacidade desejada em Ampéres e os conectores adequados.
  3. Desligar sempre a chave geral antes realizar quaisquer serviços de eletricidade.
  4. Examinar a superfície onde o material será aplicado:
    • Superfícies lisas: Devem estar secas, seladas e livres de poeira, graxa, óleo etc.
    • Superfícies ásperas: Recomendável passar uma lixa fina para remover caroços e pontas.
    • Superfícies porosas: (massa corrida, cerâmicas, etc) passar antes uma demão de tinta ou verniz impermeabilizante como base.
    • Superfícies rugosas (Tijolos, blocos, chapiscos, etc): Passar uma espátula para remover as pontas mais salientes; Passar massa acrílica no trajeto e ao mesmo tempo aplicar a Eletrofita sobre a massa mole. Após a secagem da massa, a Eletrofita estará fixa, podendo ser aplicado o acabamento de argamassa, gêsso, textura etc.
    • Superfícies úmidas com tinta descascando: Recomendamos antes fazer os reparos necessários e preparar a superfície.
  5. Ao passar por cantos deve ser feito um vinco antes da remoção do papel protetor (liner), dobrando na posição exata. Simular todo o trajeto antes de remover o papel protetor.
  6. Para descascar as extremidades, recortar primeiramente em volta das tiras metálicas. Separar a camada isolante do lado superior do metal usando uma lâmina, canivete ou estilete, mas com cuidado para evitar acidentes. Deixar cerca de 2 ou 3 cm descascados e limpar as superfícies com solvente de limoneno ou limpa metais “Brasso” afim de obter perfeito contato com os conectores.
  7. Encaixar os conectores e apertar bem os parafusos.
  8. IMPORTANTE: Se a temperatura ambiente estiver abaixo de 18° C é conveniente usar um aquecedor ou secador de cabelos, pois em ambientes frios e úmidos a adesividade fica prejudicada.
  9. Destacar o papel protetor à medida que se aplica a Eletrofita à superfície, acompanhando a linha riscada a lápis, para que fique corretamente alinhada.
  10. Para passar de um ambiente para outro utilizar uma furadeira com broca fina e longa para paredes e fazer uma série de furos em linha reta para formar uma fenda. Usar um aspirador de pó logo abaixo da broca para evitar que a poeira se espalhe.
  11. Após a aplicação, esfregar com força para que as bolhas de ar sejam eliminadas, atingindo a aderência máxima. Usar martelo de borracha para superfícies mais ásperas.
  12. Ligar os fios da rede nos conectores.
  13. Fazer as conexões e recolocar as capas e espelhos nas suas bases.
  14. Religar a chave geral e testar a ligação.
  15. Eletrofitas tornam-se totalmente invisíveis com a aplicação da Tela de Fibra de Vidro e até 3 demãos de massa acrílica.

Clique na imagem ao lado para visualizar ou, se desejar, baixar o manual.

CUIDADOS DE MANUSEIO

  1. Armazenar a Eletrofita em local fresco e seco.
  2. Armazenar em rolos com diâmetro interno mínimo de 30 centimetros para evitar a deformação do produto.
  3. Evite amassar a Eletrofita.
  4. Cuidado com as bordas afiadas, durante a aplicação, para evitar ferimentos.

PERGUNTAS FREQUENTES

A Eletrofita serve para colar os fios?
Não. A Eletrofita já é o próprio fio isolado e adesivado.

A Eletrofita serve tanto para 110 V como para 220 V?
Sim, até 750 V, mas a amperagem é que deve ser observada, pois voltagem menor exige maior capacidade da instalação.

Como faço a conexão da Eletrofita com a rede?
Existem os conectores próprios fornecidos na linha de acessórios, mas pode ser ligado também com solda estanho ou por crimpagem.

Como faço um ângulo ou cotovelo com a Eletrofita?
A Eletrofita pode ser dobrada, mas para manter a face adesivada para baixo, é preciso dobrar duas vezes. A primeira dobra no sentido contrário ao desejado e a segunda dobra na direção certa.

Se alguém bater um prego na parede, não existe o perigo de furar a Eletrofita?
Normalmente os locais por onde passam as redes elétricas do ambiente, como próximo aos batentes das portas, ou dos rodapés, não é comum bater pregos. Pregos podem perfurar conduites plásticos e tubos de água, portanto requer o mesmo cuidado. Não há porém risco de curto-circuito, pois duas fases diferentes não seriam perfuradas pelo mesmo prego.

Se alguém bater um móvel contra a parede e atingir a Eletrofita, existe perigo?
Não, o revestimento de policarbonato é de alta resistência a impactos e a aplicação da Tela de Fibra de Vidro autoadesiva garante proteção adicional.

Posso aplicar a Eletrofita sobre qualquer superfície?
Sim, desde que proporcione base estável para adesão. Paredes com tintas descascando, com umidade ou mofo devem ser reparadas adequadamente.

Posso colocar a Eletrofita no muro do quintal?
A Eletrofita é recomendada para ambientes internos, protegidos de intempéries pois a luz solar pode ressecar o adesivo.

A Eletrofita pode pegar fogo se sobrecarregada?
Não. A Eletrofita resiste a temperaturas altas. No evento de uma sobrecarga, a queima de fusível ou o desarmamento do disjuntor, adequado à instalação, ocorre muito antes de qualquer dano à Eletrofita.

Como passo a Eletrofita de um ambiente para outro?
Se não há passagem, é preciso usar broca fina de metal duro para abrir uma fenda com a largura suficiente.

Posso colocar a Eletrofita sobre o piso?
Sim, mas é preciso tomar alguns cuidados. A Dupla proteção se faz necessária através da colocação de filme protetor de policarbonato, fornecida na linha de acessórios. O cuidado no arrastar objetos e móveis que possam danificar a Eletrofita é fundamental. Qualquer dano na isolação requer sua imediata substituição. É obrigatório instalar um disjuntor tipo ‘DR’ para segurança total.

Quais ferramentas e materiais podem ser utilizadas na instação da Eletrofita?
Ferramentas: tesoura (bem afiada), estilete, alicate, chave de fenda fina, martelo de borracha, trena, ferro de solda estanho (quando necessário), lápis ou giz. Materiais: solvente de limoneno ou limpa metais “Brasso”, solda de estanho para fios, tela de fibra de vidro e massa acrílica.

ENVIAR MENSAGEM